Casal aderiu ao respiratorianismo, um estilo de vida caracterizado pela abstinência da comida e no qual as pessoas alimentam-se do ar.

Akahi Ricardo, 36 anos, e Camila Castello, 34 anos, aderiram ao respiratorianismo e dizem que agora só comem três vezes por semana. Segundo o Daily Mail, o casal garante que já não sabe o que é ter fome e, seguindo a premissa do respiratorianismo, alimenta-se da “energia que existe no universo e neles próprios”.

“Os seres humanos podem viver facilmente sem comida, desde que estejam ligados à energia que existe em todas as coisas e respirando”, diz Camila que acrescenta que se sente mais “saudável e feliz” desde que aderiu a este estilo de vida.

O casal descobriu o respiratorianismo durante uma viagem à América do Sul em 2008 e decidiu aderir a este estilo de vida. Cumpriram com um passo importante nesta mudança o ‘processo de 21 dias do respiratorianismo’, que os terá ajudado a perceber que era possível viver com pouca comida.

Neste processo, nos primeiros sete dias não se consome nada, exceto ar; nos sete dias seguintes apenas se bebe alguma água e sumos; nos últimos sete dias pode-se beber sumos e água sem restrições.

Akahi diz que esse processo permitiu-lhes “explorar a respiração e a sua presença nas nossas vidas, mostrando-nos que podemos viver facilmente sem comida desde que tenhamos ar”.

O casal tem dois filhos e diz que não os força a seguirem este estilo de vida. “Nunca tentaríamos mudá-los e deixamo-los comer o que quiserem, quer sejam vegetais, pizza ou gelados”, afirma Akahi Ricardo.

Fonte: Notícias ao Minuto