NUM jogo que marcou a estreia de Rogério Gonçalves como novo treinador dos campeões nacionais, o empate acabou por ser um resultado certo, em função da produção das duas equipas, que jogaram muito a meio-campo, criando, consequentemente, poucas oportunidades flagrantes de golo.

Como lhe competia, o Ferroviário entrou disposto a resolver as coisas a seu favor. Resultado: começou logo a ter muita bola, mas longe da baliza contrária.

Os anfitriões trocavam muito bem o esférico entre si, arrancando até aplausos do público, contudo, não conseguiam colocá-la à frente, onde as coisas não aconteciam. Apenas Chelito tentava furar e criar desequilíbrios, mas encontrava sempre muitos contrários.

Os visitantes, por seu turno, adoptaram uma clara estratégia de estancar o jogo do seu oponente a meio-campo e tentar partir para o contragolpe, o que resultou. Foi mesmo por isso que tinham menos bola, mas chegavam mais perto da baliza “locomotiva”, onde ganharam mesmo os primeiros dois cantos do jogo.

Acabou por ser esta a característica de todo o desafio, embora o Maxaquene tenha logrado subir mais no relvado, todavia sem grandes oportunidades de golo.

O Ferroviário, que ainda colocou mais dois avançados em campo, Nelito e Babo, teve uma flagrante ocasião aos 57 minutos por intermédio de Maninho, só que o seu remate saiu muito por cima da baliza de Jonas. Outra foi quando Nelson quase marcava na própria baliza, sorte para si que a bola passou por cima.

Já a caminho do fim do jogo, Maxaquene entrou em algum esquema de “queimar” tempo, pois o empate lhe satisfazia, enquanto os donos da casa tudo faziam para chega ao golo, mas sem o discernimento necessário. A divisão de pontos soube assim à derrota para os locais.

A arbitragem de Arlindo Nuvunga não teve qualquer aspecto que se lhe possa apontar em seu desabono.

FICHA TÉCNICA  

ÁRBITRO: Arlindo Nuvunga, auxiliado por Isac Domingos e Estrela Gonçalves.

FER. BEIRA: Soarito; Hagy, Amorim, Mambucho, Áurio, Thomas (Nelito), Fabrice, Amarachi, Andro (Belito), Chelito (Babo) e Maninho.

MAXAQUENE: Jonas; Faustino, Nelson, Campira, Candinho, Bruno, Fachy, Loló, Nilton (Tobias) e Danito (Ivo).

ACÇÃO DISCIPLINAR:Cartão amarelo para Andro.

Fonte: Notícias MZ