O juiz federal encarregue do processo Lava-Jato, Sérgio Moro, autorizou o Ministério Público a confiscar os bens do antigo presidente do Brasil, Lula da Silva.

 

De acordo com o jornal brasileiro Estadão, foram apreendidos 606 mil reais, confiscados três apartamentos, um terreno, dois veículos e todos os imóveis de São Bernardo do Campo que pertencem ao antigo governante.

O jornal adianta, ainda, que o congelamento do dinheiro – e bloqueio de activos de Lula da Silva – foi levado a cabo esta terça-feira, dia 18.

O valor foi retirado de quatro contas bancárias diferentes de Lula (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Itaú).

Recorde-se que no passado dia 12, o mesmo juiz tinha decidido pela aplicação de uma multa de 16 milhões de reais e um pena de nove anos e meio de prisão a Lula da Silva, pelo crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A defesa do antigo chefe de Estado do Brasil já indicou que irá recorrer da decisão.

Fonte: Observador