Um homem iniciou o ano de 2017 nas suas novas acomodações, é o novo inquilino de uma das esquadras da Polícia da República de Moçambique (PRM), acusado de ter violado sexualmente uma menor de apenas 13 anos, no bairro de Chamanculo.

MAPUTO- O acusado usou de artimanhas para conseguir lograr seus intentos e ainda contou com ajuda de amigos para envenenar a vítima que seria posteriormente agredida e violada.

O caso se deu na passagem de ano, segundo informações reveladas pela Miramar e o homem de 30 anos de idade e pai de dois filhos teria agredido a vítima antes de viola-la sexualmente.

Os familiares da jovem estão revoltados com o caso, em particular a tia da adolescente que e órfã.

Ao ser entrevistado o agressor disse estar arrependido e acusou o álcool de ter sido o motivador da agressão seguida de violação sexual, que deixou marcas por todo o corpo da jovem vítima.

Fonte: Folha de Maputo