Grávida que fez sessão fotográfica com milhares de abelhas sofreu aborto.

Uma mulher do Ohio, mãe de três crianças, viu uma sessão fotográfica de grávida sua tornar-se viral, quando decidiu pousar com mais de 20 mil abelhas. Emily Muller, contudo, volta a ser falada, mas as notícias que traz não são boas.

“Ontem à noite tivemos que entregar o nosso filho e dizer adeus ao seu corpo físico para sempre. O nosso bebé morreu. Ele nunca virá para casa conosco”, escreveu a mulher de 33 anos, no Facebook.

Emily estaria a menos de uma semana de dar à luz quando reparou que os movimentos do bebé estavam diferentes. A mulher quis acreditar que o bebé estava a dormir, mas durante a noite acordou em pânico por não sentir pontapés da criança há muito tempo. Na manhã seguinte, e de visita ao hospital, recebeu a notícia que menos queria.

A mulher teve de se submeter a um parto para dar à luz ao filho já sem vida, num momento de muitas lágrimas, mas onde elogiou o trabalho “fenomenal” da parteira e das enfermeiras que a ajudaram.

Na sua publicação, Emily disse achar que o bebé morreu na sequência de um distúrbio de coagulação do sangue que já causou abortos a outros membros da sua família.

Fonte: Notícias ao Minuto