UM montante de 20 milhões de dólares norte-americanos está a ser mobilizado para acções de mitigação da seca nas províncias de Inhambane e Gaza, com destaque para a reabilitação de barragens e infra-estruturas de abastecimento de água.

Com efeito, o Governo solicitou um financiamento adicional da Janela de Resposta à Crise (CRW) daAssociação de Desenvolvimento Internacional (IDA) do Grupo do Banco Mundial para resolver o problema daescassez de água para consumo humano e a prática da agricultura na zona sul.

Trata-se de um reforço aos 40 milhões de dólares que já tinham sido acordados entre o Governo e o Banco Mundialpara a recuperação de infra-estruturas destruídas pelos desastres naturais ocorridos nos finais de 2014 e início de 2015 nas regiões Norte e Centro do país.

O montante de 20 milhões de dólares, em mobilização, servirá para responder aos impactosnegativos resultantes da seca de 2015-2016 associados ao fenómeno El Niño, num projecto a ser coordenado pelaDirecção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos (DNGRH) e Administração dasInfra-estruturas de Água e Saneamento (AIAS).

De acordo com o Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos (MOPHRH), as infra-estruturas cobertas incluem areabilitação do terraço de jusante, o açude de Macarretane, no distrito de Chókwè, em gaza, danificado pelas chuvasintensas registadas na época 2015-2016.

“Esta Barragem é multi-funcional vistoque suporta a estrada e a linha férrea do corredor da região do baixo Limpopo e tema função de elevar o caudal do Rio Limpopo, principalmente durante a época seca, paraalimentar o sistema de irrigação de Chókwè, de cerca de 23,000 hectares beneficiando 16,000agricultores nos distritos de Chókwè e Xai-Xai”, lê-se num comunicado publicado no “Notícias”.

De igual modo, pretende-se reabilitar e expandir as infra-estruturas de abastecimento de água nas zonas críticas, nomeadamente os sistemas da vila de Chicualacuala, na província de Gaza, e da sede do distrito de Funhalouro, naprovíncia de Inhambane, beneficiando 41,000 pessoas.

“Uma parte dos fundos solicitados deverá ser usadana aquisição e instalação de sistemas de dessalinização de água em furos existentes e para a construção de outros sistemas, paraalém de providenciar água para consumo humano e bebedouros de gado nosdistritos de Chigubo e Massingir”, acrescenta.

As intervenções enquadram-se no programa de recuperação resiliente de emergência que visa tornar as infra-estruturasintervencionadas mais resilientes de forma que possam resistir à futuros eventos climáticosextremos, como é o caso de inundações e secas.

A reabilitação do açude de Macarretane pretende incluir o melhoramento da capacidade de retenção, assegurar a manutenção de transitabilidade via rodoviária e ferroviária.

Fonte: Notícias MZ