A Direcção de Saúde da Cidade de Maputo trabalha com um défice de 500 funcionários nas diversas áreas, como enfermarias dos centros de saúde e outros serviços de relevo, para a resposta às necessidades dos doentes que procuram os cuidados médicos.

Segundo a directora de saúde da cidade, Alice Abreu, a direcção conta actualmente com um universo de 3.200 funcionários, dos quais 60 por cento são de áreas específicas, isto é, aqueles cuja actividade dentro da unidade sanitária é observar doentes.
No entanto, Abreu acredita que a direcção da cidade vai responder gradualmente ao défice, primeiro, através da integração, ainda este ano, de 241 funcionários a serem absorvidos para o quadro do pessoal nas diversas unidades sanitárias.
Mas por outro, segundo a fonte, no recém-inaugurado Instituto de Ciências de Saúde de Infulene, a direcção tem quatro turmas em formação que, uma vez terminado o curso, de 30 meses, serão colocados a nível da cidade de Maputo para reforçar o quadro do pessoal do sector.
A direcção de saúde da cidade está no seu primeiro Conselho Coordenador, encontro de três dias, que decorre sob o lema “Fortalecendo os Cuidados Primários de Saúde e Sociais para Mais e Melhores Serviços”, onde fará o balanço das actividades referentes ano transacto e o primeiro trimestre do corrente, e servirá para fazer uma retrospectiva sobre os serviços inerentes aos cuidados primários prestados nas unidades sanitárias.

Fonte: RM