O produtor chinês de componentes de baterias Zhanjiang Juxin é o novo cliente da mina de grafite de Balama, no norte de Moçambique, anunciou a empresa mineira australiana Syrah Resources.

“A Syrah assinou um contrato de venda obrigatório com a Zhanjiang Juxin New Energy Materials” para fornecimento “de 20 mil toneladas de grafite natural da operação de Balama em 2018”, referiu a empresa numa nota aos acionistas, consultada hoje pela Lusa.

A empresa chinesa foi criada em 2006 e é especializada na produção de materiais para baterias de iões de lítio, como as que equipam carros elétricos e outros aparelhos.

“Este contrato representa outra conquista significativa para a grafite de Balama”, referiu Shaun Verner, diretor-executivo da Syrah.

A mina moçambicana “é o único grande projeto de grafite atualmente em operação com uma produção alvo para 2018 de 160 a 180 mil toneladas, o que coloca a Syrah numa posição forte para responder à procura crescente nos mercados de veículos elétricos e armazenamento de energia”, acrescentou.

Em setembro, a firma australiana já tinha anunciado um acordo com outra firma chinesa.

Na altura foi contratado o fornecimento de 30 mil toneladas de grafite no primeiro ano de produção (2018) à Jixi BTR Graphite Industrial, firma subsidiária da Shenzhen BTR New Energy Materials (BTR).

Fonte: Diário de Moçambique

Fonte: Lusa