O chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, alertou hoje para ´atuações policiais e comportamentos menos adequados´ nas esquadras do país, apelando para o respeito pela lei e pelos direitos humanos por parte dos agentes.

Numa mensagem alusiva ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, que hoje se assinala, Jorge Carlos Fonseca, sublinhou os ´reais avanços´ do país em matéria de direitos, liberdades e garantias, mas considerou que subsistem ´problemas importantes´ em segmentos da sociedade e departamentos do Estado.

«No que se refere aos departamentos do Estado, é necessário que determinadas atuações policiais e comportamentos menos adequados em certas esquadras sejam conformes com a lei e os princípios do Estado de direito democrático», disse.

Jorge Carlos Fonseca reconheceu que o combate à criminalidade ´muitas vezes é feito em condições humanas e materiais que beiram situações-limite´, mas ressalvou que a ´superioridade dos agentes da ordem num Estado democrático advém da capacidade de, a todo o momento, se comportarem como verdadeiros representantes desse Estado e de suas leis e princípios´.

Fonte: Lusa