Banco de Moçambique fixou em 27,75% taxa de referência no mercado financeiro nacional

O Banco de Moçambique fixou, esta sexta-feira, em 27,75% a taxa de referência no mercado financeiro nacional, mantendo o índice pela terceira vez consecutiva, desde Junho, indica a tabela distribuída à imprensa em Maputo.

De acordo com a tabela, o Banco de Moçambique manteve igualmente em 21,75% a taxa média ponderada das operações do Mercado Monetário Internacional (MMI) e o indexante único, escreve o Observador.

A criação desta taxa, também designada de “prime rate” (do inglês, taxa primária), foi acordada a 17 de Maio entre o Banco de Moçambique e a Associação Moçambicana de Bancos (AMB) para eliminar a proliferação de taxas de referência no custo do dinheiro.

Agora, todas as operações de crédito serão baseadas na taxa única, “acrescida de uma margem (‘spread’), que será adicionada ou subtraída à ‘prime rate’ mediante a análise de risco” de cada contrato.

“O que acabamos de testemunhar traduz um passo importante para a cristalização das reformas introduzidas há mais de 20 anos no que tange à determinação das taxas de juro”, declarou Rogério Zandamela, governador do Banco Central, quando a medida foi anunciada em Maio, lembra o Observador.

Segundo referiu, a criação da taxa única está em linha com as boas práticas internacionais, que impõe uma referência uniformizada na formação da taxa de juro das operações de crédito.

Fonte: O País