Segundo fontes policiais, o valor do material roubado pode ultrapassar os quatro milhões de euros.

Um grupo de assaltantes armados com machados roubou nesta quinta-feira um conjunto de jóias do hotel Ritz de Paris com um valor estimado que pode ultrapassar os quatro milhões de euros.

O assalto foi realizado por cinco homens, sendo que três deles foram detidos e os outros dois fugiram, segundo informou a polícia parisiense, citada pela Reuters. Não se registaram feridos durante o incidente, reportado pelas 18h30 locais (17h30 em Lisboa).

“A perda é muito grande e continua a ser avaliada”, explica uma fonte policial. Outra fonte disse à Reuters que o valor do material roubado pode ascender aos 4,5 milhões de euros, mas uma das malas foi recuperada, pelo que o valor em falta é menor.

“Ouvimos um grande estrondo e muito barulho na rua”, contou um funcionário do hotel Ritz à AFP. Relatam os jornais franceses que várias pessoas se esconderam no interior do hotel quando deram conta da invasão.

O ministro da Administração Interna francês elogiou a acção das autoridades, numa mensagem publicada na sua conta de Twitter.

O hotel Ritz de Paris é um dos mais históricos hotéis da capital gaulesa e da Europa. Foi aberto em 1898 e foi a primeira unidade em Paris a possuir electricidade e casas de banho em todos os quartos. Foi também frequentado pela elite francesa e por muitas figuras da cultura mundial que viviam na altura em Paris, como por exemplo o escritor francês Michel Proust ou o norte-americano Ernest Hemingway. Além disso, o hotel foi o último sítio onde a Princesa Diana de Gales esteve antes do acidente de viação que lhe provocou a morte em 1997. Ao lado do hotel está localizado o Ministério da Justiça francês.

Várias joalherias de luxo em Paris foram alvo de assaltos nos últimos anos. Em Outubro de 2016, a norte-americana Kim Kardashian perdeu nove milhões de dólares em jóias durante um roubo armado ao quarto de hotel onde estava alojada em Paris.

Fonte: Público