O Governo angolano nomeou um novo conselho de administração para a empresa estatal de Transportes Coletivos e Urbanos de Luanda (TCUL), que passa agora a ser liderado por Abel António Cosme, informou à Lusa fonte governamental.

O novo conselho de administração da TCUL, empresa responsável pelo transporte diário de mais de 100.000 passageiros, foi nomeado pelo ministro da Economia e Planeamento de Angola, Pedro Luís da Fonseca, e substitui o anterior, liderado por Freitas Neto, cuja saída acontece quando os mais de 1.900 trabalhadores ameaçavam arrancar, hoje, com uma greve por tempo indeterminado.

Face à nova situação da empresa, a comissão sindical tomou a decisão de suspender a greve, que reivindica dois meses de atraso salarial, subsídios de alimentação em falta há cerca de dois anos e o não cumprimento dos turnos e das qualificações profissionais, incluindo avaliações e contagem de tempo para a reforma.

Segundo o coordenador da comissão sindical de trabalhadores da TCUL, Otávio Francisco, depois de apresentada hoje a nova administração da empresa, os trabalhadores vão apresentar os problemas que se verificam atualmente.

«Entendemos que, tão logo seja apresentada a nova gestão, os problemas que estão no caderno reivindicativo vão ser discutidos com o novo Conselho de Administração», disse Otávio Francisco, citado hoje pela agência noticiosa angolana, Angop.

Fonte: A Bola